quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

SAKURÁ


Inácio acorda mais cedo, incomodado pela claridade. É a primeira vez que o dia fica tão claro. Ele não sente mais frio, está com uma sensação diferente, de liberdade. Num ímpeto, abre a janela da casa, pela primeira vez em quatro meses. Uma atmosfera cor-de-rosa penetra no quarto. Clara acorda, surpresa. Vai até a janela e encosta a cabeça em Inácio, que está de costas para ela. Ambos veem as flores das cerejeiras - é primavera no Japão. Alguém bate na porta. É Akira. Inácio se assusta e pergunta se estavam fazendo barulho. O velho sorri e diz que o motivo da visita, desta vez, é outro. Explica que nunca se incomodou com o barulho. Quando o velho batia nas paredes era para impedir que eles continuassem brigando daquele jeito. Akira trouxe bolinhos de arroz e oferece ao casal. Inácio pergunta se não é muito cedo para bolinhos de arroz. Akira diz que não há hora para bolinhos de arroz. Ou melhor: que bolinhos de arroz são para celebrar as belas horas. Clara entende e convida o velho para entrar e tomar café com eles. Akira aceita. Estão os três sentados na mesinha da copa, conversando. Akira conta que foi ele quem pegou emprestado o sabão em pó e depois colocou o embrulho na porta. Todos riem. Clara e Inácio se entreolham e dão as mãos. O velho percebe e abaixa a cabeça, tímido. Eles sorriem. Akira então conta uma história tradicional sobre a primavera. No Japão, ela significa o reconforto, após a dureza do inverno. Se não traz a certeza da reconciliação, aponta pelo menos uma possibilidade de recomeço. Naquela noite, Inácio e Clara voltariam a dormir com os pés colados.

4 comentários:

helenacl disse...

ê, conheço isso! legal que você tenho tirado o Sakurá do armário! e aí, vai montar?

Paulo Cunha disse...

É a idéia, Lê. Um dos projetos para 2009. Estou reescrevendo a peça, numa linha menos realista e mais próxima de uma dramaturgia contemporânea.

Fabiana Mello disse...

Que lindo tudo isso, Paulo! Tenho várias sakuras tatuadas pelo corpo. Meu blog é www.com-efeito.blogspot.com
Bjsss
Fabiana

Paulo Cunha disse...

Obrigado, Fabiana. Curti o 'Com Efeito'. Não conhecia essa galeria de arte do D&D. Bela dica! Um beijo.